Scroll Top

Alopecia – O que é e como tratar

Alopecia – O que é e como tratar 5 (100%) 1 vote Alopecia o que é e como tratar Alopécia ou alopecia  é a perda total ou parcial dos pelos ou cabelos em determinada área da pele, as suas origens [...]

Alopecia – O que é e como tratar
5 (100%) 1 vote

Alopecia o que é e como tratar

Alopécia ou alopecia  é a perda total ou parcial dos pelos ou cabelos em determinada área da pele, as suas origens são diversas e elas podem atingir tanto a indivíduos do sexo masculino e do feminino.

Cuales-son-las-causas-de-la-calvicie

Tipos de alopecia

  • Androgenético: é o tipo mais frequente de alopecia entre homens, mas também afeta mulheres; começa a se manifestar entre a puberdade e vida adulta, tendo vários graus; como o próprio nome diz, é uma associação de fatores genéticos com o hormônio sexual masculino, a testosterona;
  • Areata: relacionada especialmente a fatores autoimunes e seu agravamento é influenciado pelo emocional. A principal característica da alopecia areata é a  perda rápida, parcial ou total de pelos em uma ou mais áreas do couro cabeludo ou ainda em áreas como barba, sobrancelhas, púbis, etc. O renascimento dos pelos pode ocorrer espontaneamente em alguns meses, porém em alguns casos a doença progride, podendo atingir todo o couro cabeludo (alopecia total) ou todo o corpo (alopecia universal);
  • Congênita: Tem origem hereditária, com ausência total ou parcial desde o nascimento;
  • Traumática: Gerada por contusões ou lesões do couro cabeludo;
  • Secundária ou Medicamentosa: que surge depois distúrbios internos dos órgãos, doenças, infecções, medicamentos como a quimioterapia;
  • Eflúvio: também chamada de deflúvio, é a causa mais comum de perda de cabelos entre as mulheres; consiste na quebra harmoniosa do ciclo de vida capilar, tendo várias causas; normalmente, responde bem aos tratamentos médicos;
  • Dieta pobre em ferro: Dietas que cortam o consumo de carne vermelha e vegetais fornecedores de ferro podem deixar a mulher com a carência de ferro no organismo, com isso o oxigênio não chegará em quantidade suficiente a bulbo fazendo com que os fios nasçam já enfraquecidos.[1]
  • Alérgica: pessoas alérgicas a glúten do trigo e a lactose ou caseína do leite de vaca são os mais propensos a terem calvície; essa condição de alergia se manifesta em outros sintomas, porém pouco relacionada a isso.

vencendo-a-calvicie-600-v2

Outras causas para a Alopecia

  • Micose no couro cabeludo;
  • Uso de medicamentos;
  • Stress;
  • Reação hormonal pós parto;
  • Uso de produtos químicos inadequados;
  • Lúpus eritematoso sistêmico;
  • Doenças como hipotireoidismo, hipertireoidismo, sífilis secundária ou líquen plano;
  • Deficiência de proteínas, ferro, biotina e zinco.

Tratamentos eficazes para a Alopecia

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a alopecia é vista como uma doença  qualquer iguais as outras e, portanto, necessita de acompanhamento médico para obter bons resultados satisfatórios e também o bem-estar do paciente, priorizando o crescimento harmonioso do ciclo de vida dos folículos pilosos.

É comum que pessoas com queda de cabelo acentuada procurem resolver o problema com xampus específicos e outros cosméticos (ou, até mesmo, com tratamento caseiro para queda de cabelo), porém se a situação persistir, pode se tratar de um quadro de alopecia e um tratamento médico é fundamental.

Mas, quais seriam os tratamentos para alopecia e a redução significativa de cabelos perdidos, existentes no mercado e mais indicados pelos dermatologistas? Conheça-os a seguir!

tratamentos-alopecia

Tratamentos mais comuns

  • Implante capilar:  Geralmente é indicado em casos mais graves e avançados, em que tratamentos com medicamentos e outros produtos não surtirão o efeito esperado, até mesmo em áreas da barba e sobrancelha e em outras regiões.
  • Uso de medicamentos:  Há uma grande variedade, porém o mais conhecido é o Minoxidil. Os medicamentos podem ser receitados para consumo via oral ou aplicação na área afetada. Ainda que os medicamentos sejam indicados, eles só devem ser utilizados como tratamento caso sejam receitados por um médico, ou seja, nunca se automedique! Assim, elimina-se o risco de causar sérios problemas ao organismo. Uma associação de fatores é estudada antes de se receitar medicamento para a causa comum da perda de fios.
  • Injeções de cortisona: Muito utilizado , que estimula o crescimento do pelo. Em alguns casos, o dermatologista pode indicar um complemento com uso de corticoides tópicos, em loção ou creme para atingir o couro cabeludo.
  • Tratamento com uso de produtos tópicos: Para casos mais simples, a utilização de soluções capilares e xampus especiais é bastante efetiva, controlando a perda do pelo. Para alguns pacientes, pode ser recomendado o consumo de vitaminas e realização de mesoterapia como reforço em alguns meses. É preciso algumas vezes realizar uma biópsia na pele afetada para verificar a redução significativa de cabelos.
  • Terapia com luz ultravioleta: estimulador do folículo capilar e o crescimento do cabelo em regiões afetas pela alopecia, além dos pelos ao redor do corpo.

vencendo-a-calvicie-600-v2Descubra como produzir 1200 novos fios de cabelo diariamente clique aqui

Fique Atualizado!